04/01/2019

Ranking inclui mobilidade como critério para smart cities

São Paulo fica com o primeiro lugar geral e também na facilidade de deslocamentos entre 700 cidades pesquisadas no Brasil

Uma cidade depende de muitos ingredientes para poder ser considera uma “smart city”. Além de apostar em inovações tecnológicas e serviços automatizados, precisa contar com um algo cada vez mais fundamental para essa receita dar certo: mobilidade.

No Brasil, São Paulo (SP), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Vitória (ES) ocupam, respectivamente, as cinco primeiras posições do Ranking Connected Smart Cities de 2017, desenvolvido pela consultoria Urban Systems. Todos os anos, a lista traz as 100 cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil. Pelo segundo ano consecutivo, a capital paulista aparece em destaque com o primeiro lugar no resultado geral, desbancando os outros 699 municípios analisados. Não por coincidência, ela lidera também os quesitos mobilidade e empreendedorismo.

Segundo o ranking, São Paulo é a cidade mais inteligente e conectada do país e a que oferece maior disponibilidade de modais de transporte coletivo de massa, além de integrar diferentes tipos. Outro ponto importante é que, em relação às outras cidades brasileiras, a capital paulista oferece a maior malha de transporte sobre trilhos, com 400 quilômetros instalados. 

O sistema digital de Zona Azul, as novas estações de metrô da Linha 5 - Lilás, as ciclofaixas e os corredores de ônibus estão entre os avanços citados. A variedade de sistemas de compartilhamento de veículos e de bicicletas faz do município o que oferece maior oferta de empresas de carona compartilhada. Há ainda o Aeroporto de Congonhas no perímetro urbano e o de Cumbica e o de Viracopos nas proximidades. Três principais terminais urbanos se conectam com todos os Estados brasileiros.

A consultoria considerou ainda outras nove áreas: urbanismo, tecnologia e inovação, governança, educação, energia, meio ambiente, saúde, segurança e economia. Confira abaixo a classificação das dez primeiras colocadas no ranking geral e no quesito mobilidade.